Desculpe, não possível recuperar os dados no momento.

Notícias Brasil

RS e seis cidades gaúchas pediram ajuda ao IBGE para verificar danos

Cadastro de endereços do IBGE é cruzado com áreas afetadas por chuva

Agência Brasil

14 de junho de 2024

Facebook
WhatsApp
Telegram

Notícias Brasil

RS e seis cidades gaúchas pediram ajuda ao IBGE para verificar danos

Cadastro de endereços do IBGE é cruzado com áreas afetadas por chuva

Agência Brasil

14 de junho de 2024

WhatsApp
Facebook

O governo do Rio Grande do Sul e seis prefeituras gaúchas pediram auxílio ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para identificar, com mais detalhes, a real extensão dos danos provocados pelas chuvas no estado. O Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE), atualizado pelo Censo Demográfico 2022, permite visualizar o número e o tipo de imóveis localizados em áreas afetadas pelo desastre climático.

Um dos municípios que pediram auxílio ao IBGE foi Lajeado. “Cruzamos os nossos dados do cadastro, com uma área fornecida pela prefeitura municipal de Lajeado ao IBGE que identificava quais foram as áreas alagadas do município. A partir daí podemos ter acesso ao endereço de cada um desses domicílios, ao tipo de edificação de cada um deles e o nome de cada um deles”, explica o pesquisador do IBGE Gustavo Cayres.

Esse cruzamento de informações, que inclui a coordenada geográfica precisa de cada endereço, identificou que 4.605 domicílios particulares, 15 escolas, 30 estabelecimentos de saúde e 825 estabelecimentos comerciais diversos estavam localizados nas áreas alagadas pelas cheias do Rio Taquari e seus afluentes.

Os nomes dos demais municípios que solicitaram informações do IBGE não foram divulgados pelo instituto. Mas o pedido de auxílio do governo gaúcho envolveu o compartilhamento de dados de endereços localizados em 223 municípios do estado.

O cadastro de endereços já foi usado para dimensionamento e respostas a tragédias anteriormente, como o rompimento da barragem de Brumadinho (MG), em 2019, e as chuvas de São Sebastião (SP), no ano passado.

Outro instrumento que permite analisar a extensão da tragédia são os agregados por setores censitários. Apesar de serem menos precisos do que o cadastro de endereços, porque são conjuntos de vários endereços, esses agregados contêm informações sobre o total de pessoas que vivem em áreas específicas de cada município.

Últimas Notícias

Emissoras unidas no combate às fake news durante as eleições 2024

Rede Aerp traz série para ajudar eleitores a identificarem notícias manipuladas durante o processo eleitoral

Joel Damasio: o jornalista político que deixou sua marca em Cascavel

A rádio Estúdio 92 FM reverencia ícone do jornalismo Cascavelense

Defesa Civil mostra como será teste de alerta climático em duas cidades do Paraná

Testes com a população vão acontecer dia 20 de julho em Morretes e União da Vitória. Um cuidado que embasa o projeto é informar a população de que receberá o alerta de experiência, que será devidamente identificado como tal, para evitar pânico

Siga nos

Leia também

Levantamento foi feito pela Proteste

A área cultivada total no país, com os produtos analisados, apresenta acréscimo de 1,5%, o que corresponde a 1,21 milhão de hectares a mais em relação à safra passada

No Estúdio News a opinião do jornalista político sobre a questão da saidinha

Conferência será realizada em Brasília de 14 a 17 deste mês

Política e informação no Programa Estúdio News e a participação de Alexandre Garcia

O jornalista político que participa diariamente na programação, esteve nesta quinta-feira (11) presencialmente na bancada

A Frente Ampla Democrática Pelos Direitos Humanos pediu à justiça pagamentos de danos morais

Rolar para cima

Inscrição feita com sucesso!